História

São muitos anos de lutas e conquistas!

Nosso Sindicato foi reativado em 2000 após ter sido fechado em 1996.

Estava reiniciando uma história de luta em prol dos Servidores de Itaquaquecetuba. O momento decisivo foi alcançado com a posse de Clícia Mara da Silva Damaceno como presidente do Sinseri, em 3 de janeiro de 2013. Antes, ela havia ocupado a vice-presidência em 2009.

Nosso compromisso tem sido lutar por: melhores condições de trabalho e melhores salários, implantação do PCCS (Plano de Cargos, Carreiras e Salários) , vale-refeição, aumento do auxílio alimentação (hoje é de R$ 100), criação da CPN (Comissão Permanente de Negociação) e implantação do adicional de periculosidade para os Guardas, Vigias e Agentes de Trânsito.

Comandados por nosso Sindicato, os Servidores deram uma grande demonstração de unidade e de mobilização em 2013, quando fizemos uma greve inédita e saímos vitoriosos. Mais de 300 Servidores cruzaram os braços a partir do dia 17 de setembro daquele ano. A paralisação durou oito dias.

Após a greve, os Servidores de Itaquaquecetuba obtiveram grandes avanços. Garantimos após muita negociação o compromisso por escrito do prefeito Mamoru Nakashima de atender nossas reivindicações.

Os Servidores aprovaram a proposta da Prefeitura que se comprometeu em: repor a inflação; garantir ganho real nos salários; elevar o valor do auxílio alimentação a partir de janeiro de 2014; e voltar a pagar o vale para os inativos e pensionistas que recebem até um salário mínimo.

2015 – O ano foi promissor e focamos em tirar vários planos do papel. Conseguimos dar continuidade ao circuito de palestras do projeto Sinseri Mais Conhecimento, intensificamos o contato com os Servidores por meio das visitas de base, buscamos melhorias e PCCS para os GCMs e estivemos com importantes lideranças do Governo para viabilizar avanços para o setor.

Criamos também um departamento de segurança para agilizar ações no ambiente de trabalho, ampliamos nossa lista de benefícios e participamos de mobilizações em prol do funcionalismo em todo o País. Em dezembro, conquistamos mais uma grandiosa vitória para o funcionalismo. Tivemos o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) da Educação aprovado por unanimidade na Câmara Municipal.

Impossível resumir nossa história em breves páginas na internet. Porém você pode acompanhar cada passo dessa interminável tragetória em nosso site.

Na luta contamos com o apoio da Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais do Estado de São Paulo (Fesspmesp) e da Confederação dos Servidores (CSPM).