Sinseri pede resposta sobre a implementação do Programa Habite

O Sinseri encaminhou, dia 8 de novembro, ofício ao prefeito Eduardo Boigues a fim de reivindicar o cumprimento da Medida Provisória (MP) nº 1.070. A iniciativa da Caixa Econômica Federal instituiu o Programa de Apoio de Habitação para Profissionais da Segurança Pública – Programa Habite Seguro (especificamente aos Guardas). Porém, em Itaquaquecetuba, até o momento, não foi inserido o programa, ou seja, os Guardas Civis Municipais (GCMs) não podem usufruir deste direito.

O Sindicato, como entidade representativa legítima dos Servidores, entrou em ação e pede resposta, pois compete ao Governo Municipal contemplar os trabalhadores e dar um retorno de quais providências os GCMs deverão adotar e, principalmente, quando o programa terá início em Itaquaquecetuba.

HABITE SEGURO

O Habite Seguro é um programa de caráter social que tem como prioridade os agentes de segurança com renda bruta mensal de até R$7 mil. Esses profissionais poderão realizar o sonho de ter a casa própria com condições especiais. Será possível financiar até 100% do valor do imóvel, contando com subsídios de até R$13 mil, proveniente do Fundo Nacional de Segurança Pública, de acordo com a faixa de renda do profissional, além de obter menores taxas de juros nos financiamentos.

Os companheiros com salário superior aos R$ 7.000,00 podem aproveitar os juros reduzidos.

Os beneficiados poderão receber subsídio de até 12 mil no valor de entrada, proveniente do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP), de acordo com a faixa de renda de cada profissional. O subsídio é destinado aos profissionais com renda mensal de até 7 mil reais. Para solicitar o crédito, os interessados deverão comprovar o vínculo empregatício com um órgão de segurança pública.

LEIA NA ÍNTEGRA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.