AGORA AÇÃO COLETIVA – NU volta à tona – Sindicato, Prefeitura e Câmara vão agir juntos

Representantes do Sindicato estiveram reunidos, dia 11 de março, com o presidente da Câmara Municipal de Itaquaquecetuba. Foi o primeiro encontro desde que David Neto assumiu a presidência da Casa. E, logo de início, a gratificação do Nível Universitário (NU) foi debatida, pois a Casa de Leis foi notificada pela Subprocuradora Geral de Justiça do Ministério Público Paulista para prestar esclarecimentos acerca da Lei Complementar n° 316/2020. Com isso, o tema NU volta à tona e é colocado em cheque novamente pelo MP.

PRODUTIVA REUNIÃO COM NETO

O presidente David disse que já conversou com o prefeito Eduardo Boigues. Foi acordado que o tema será tratado com muita responsabilidade e as três instituições (Sindicato, Prefeitura e Câmara) vão agir conjuntamente para encontrar uma solução ao problema, apesar de não ser algo simples de ser sanado. O momento exigirá esforços coletivos e a eliminação de grupos políticos aproveitadores. Aqui no Sindicato, o Servidor terá informações verdadeiras dos fatos, como sempre ocorreu!

PRÓXIMA REUNIÃO

A fim de dar continuidade às tratativas, ficou acordado do Sinseri protocolar ofício para solicitar nova reunião já na próxima semana. Neste encontro, vão participar Sindicato, Prefeitura e Câmara. O ponto positivo da reunião do dia 11 de março com o vereador Neto foi o compromisso de conjuntamente agir em prol dos Servidores, algo não realizado pela antiga gestão do Executivo. O presidente da Câmara afirmou que haverá diálogo permanente conosco, com o total consentimento do prefeito Eduardo.

PRESENTES NO ENCONTRO

Pelo Sinseri, estiveram presentes a presidente Clícia Mara Silva Damaceno, a secretária-geral Valéria da Silva Tardioli, o Dr. Rafael Ceroni Succi e o assessor Daniel Lucas Oliveira. David Neto e o Dr. Roberval representaram a Casa de Leis.

SERVIDOR, SEMPRE ALERTA!

Nós do Sindicato estaremos à disposição. Infelizmente, já circulam FAKE NEWS com afirmações de que o NU não virá no próximo salário: É MENTIRA. Como afirmamos, a Justiça pediu esclarecimentos à Prefeitura e à Câmara, trazendo assim o tema de volta. ESTAMOS À DISPOSIÇÃO!

Câmara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *