Salvadores da Pátria querem “APARECER” com soluções mirabolantes. Não se engane

SERVIDOR: desde quando saiu a decisão judicial da retirada no Nível Universitário muitos fatos têm ocorrido na cidade. Cobramos a Prefeitura, nos reunimos com os vereadores, além de participar de reuniões com o presidente da Casa, sempre com o objetivo de obter uma solução segura para uma alternativa emergencial. Fizemos uma forte carreata e até aqui a Prefeitura não nos recebeu oficialmente. Cobramos o Executivo desde 2019, inclusive apresentamos uma minuta de projeto de lei.

Porém, diante deste cenário todo, a Prefeitura culpa a Câmara e se esquiva de um problema que apenas o Executivo pode resolver. Ou seja, o prefeito Mamoru deve elaborar um projeto (com a ajuda do coletivo) e enviar para aprovação dos vereadores. O problema dessa inoperância política é que estamos em um momento eleitoral, mesmo com a pandemia, e surgem os “Salvadores da Pátria”.

As velhas raposas que estiveram no Sindicato e nunca fizeram nada querem montar comissão. Encarnam ideias alheias e impraticáveis: IRREAIS. Tentam formar falsos discípulos e prometem ao Servidor o que não vão cumprir. O Sindicato vai no caminho certo, no caminho seguro. Fala a verdade. Anteviu o problema do NU. Cobrou a Prefeitura, alertou a Câmara e exigiu lá trás, inclusive em negociação de Campanha Salarial, solução para o problema.

Se todos estivessem escutando o Sindicato (Prefeitura e Câmara), hoje, o Servidor não estaria nesta situação. As informações oficiais e verdadeiras são do Sinseri. Você nos conhece e sabe que somos transparentes e sempre esclarecemos com responsabilidade a categoria. Fuja desses fanfarrões interessados no seu voto e depois o abandonam.

REAFIRMAMOS: o problema do NU poderá, APENAS, ser resolvido pela Prefeitura com a criação de um projeto de lei de reenquadramento ou Plano de Carreira. Isto é, o Executivo prepara a lei e os vereadores votam. FALTA VONTADE POLÍTICA! Continue em contato permanente com o Sindicato e fique bem informado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *