PROFESSORES DO NOTURNO I Jurídico identifica irregularidade no pagamento do adicional

O Sinseri oferece aos Servidores ASSOCIADOS seus serviços jurídicos na busca por direitos. Recentemente, diversos Professores relataram ausência no pagamento do adicional noturno referente ao período de maio a dezembro de 2020. Neste caso, não é possível ingressarmos com uma ação coletiva, pois nem todos os trabalhadores exerceram a função do trabalho noturno. Para ser analisado, caso a caso, os Professores devem apresentar a documentação a fim da avaliação por parte do nosso advogado, Dr. Rafael Ceroni Succi.

ENTENDA O PROBLEMA

Entre maio e dezembro de 2020, alguns Professores com jornada de trabalho noturno não receberam o adicional correspondente ao período, iniciado às 19 horas, nos termos do artigo 110 da LC 280/15. Como não houve a correção deste valor por parte da Administração nos vencimentos dos profissionais, se faz necessário ingressar com ações individuais.

Para tanto, o Servidor ASSOCIADO deve agendar horário pelo WhatsApp (11) 935.052.566 e nos trazer as seguintes documentações:

  • CPF e RG;
  • Comprovante de endereço;
  • Holerites do período de maio à dezembro de 2020;
  • Portaria com a nomeação na Prefeitura;
  • Solicitação do diretor escolar para o trabalho noturno;
  • Comprovantes de ponto (início e término) das aulas.
Nossa presidente Clícia Mara Silva Damasceno comenta:

Estamos de portas abertas para atender às demandas dos trabalhadores de todos os seguimentos. Seguimos confiantes na busca pela correção do pagamento do adicional noturno dos Professores afetados. Você, Servidor, que também se sente lesado em algum direito busque informações no Sindicato. Caso tenha dúvida do enquadramento desta situação, pode fazer contato conosco pelo WhatsApp e esclarecê-la diretamente com o nosso Jurídico”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *