Sindicato vai ao Ministério Público do Trabalho pedir mediação da Campanha Salarial 2020

O Servidor está cansado de tanta enrolação. Seja em pandemia, sem pandemia, com dificuldades financeiras, entre outros. O desrespeito com o funcionário público é inadmissível. Em razão disso, o Sinseri entrou com um pedido no Ministério Público do Trabalho a fim de ter a mediação de uma instituição responsável para debater o tema com a seriedade devida. Nossa data-base é fevereiro. Em dezembro de 2019, protocolamos a pauta de reivindicações e já solicitávamos reuniões com os representantes do Governo.

PRESIDENTE CLÍCIA

“Em Itaquá debater reajustes salariais com a atual gestão é cansativo, penoso e triste demais. Todos os anos nos desgastamos com reuniões improdutivas e falta de respeito com o Servidor. Protocolamos pauta, cobramos reuniões e quando elas ocorrem nenhuma proposta real é apresentada e sempre dizem que farão um levantamento, “afirma a presidente do Sinseri, Clícia Mara Silva Damaceno.

REAJUSTES DESDE 2013

2013 – 6,20%
2014 – 7,84%
2015 – 6,59%
2016 – 9,93%
2017 – Sem reajuste
2018 – 2,70% (houve greve e forte pressão)
2019 – 4,56%
2020 – Em negociação

DR. RAFAEL CERONI

“Junto à diretoria do Sinseri buscamos no Ministério Público do Trabalho uma mediação séria. Temos cobrado a Prefeitura, que não apresentou nenhuma proposta, e não podemos ficar sem reajuste neste ano, até porque a pandemia no Brasil iniciou em março e a data-base da categoria foi um mês antes. Falta vontade política e vamos tentar, mais uma vez, o apoio da Justiça”, afirma Rafael Ceroni Succi, advogado do Sinseri.

Na semana que vem traremos mais detalhes do pedido.
Protocolo nº 2.02.004.000073/2020-38
MDE 000119.2020.02.004/9

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *